sexta-feira, 28 de abril de 2017

Mês de maio é cheio de magia e encanto


O mês de maio é popularmente conhecido, como mês de Maria. Tempo de levar às crianças para coroação. Pois, somente elas possuem a inocência santificadora de poder estar do lado de nossa senhora oferecendo pétalas de flores e cantando cantigas de amor e paz. É conhecido como o mês das mães, das noivas, de casamentos e festas diversas. O mês de maio é também amado e venerado pelos poetas, pela sua natureza rica e contagiante.

A beleza do mês de maio repousa na criança, no jovem, no adulto e no ancião, à esperança de humanidade. Porque toda natureza conspira em favor da sacralidade do amor. Em cada galho da árvore, no mês de maio, existe um poema e em cada flor um verso de amor.

O mês de maio é generoso em toda o seu esplendor. Ele nos ensina que a brisa é para às flores, a estima é para a amizade, o alento é para a vida e o amor é para tudo.

No mês de maio comumente existem dois fenômenos na natureza humana que não podemos frear; que são o sorriso e as lágrimas. O sorriso nos empresta à alegria e a poesia, extraída do perfume suave da flor de maio. As lágrimas são retiradas do sentimento de esperança e da força do pranto. Tanto o sorriso, quanto às lágrimas são ornamentações humanas legítimas reveladas a cada um de nós. Pura invenção da Sabedoria infinita e da Graça santificadora de nosso Deus.

O mês de maio é sem dúvida o mês do amor. Santa Terezinha, nos ensina que: “Nesta vida valemos o quanto amamos. Vale mais quem ama mais e que amor com amor se paga”. Consolidando a afirmação clássica de que a medida do amor é amar sem medida.

Maio é o quinto mês do calendário gregoriano e tem 31 dias. O seu nome é derivado do nome da deusa romana “Bona Dea” da fertilidade. Sob o antigo regime francês, era de costume plantar um "Maio" ou "árvore de Maio" em honra de alguém. No sul da França existe a árvore de maio, uma árvore maravilhosa, onde tradicionalmente os jovens se encontram sob a sua frondosa sombra.

O mês de maio é propício para os poetas, porque nele as ideias renascem com mais facilidade e exuberância. A grande arte do poeta é fazer da vida uma obra de arte e de poder cantar o homem e a mulher como a melhor floração de Deus. No mês de maio existe sempre uma novidade reservada, um anúncio de alegria que nos leva a festejar e a partejar novas ideias de luz.

Concluindo, escrevi este pequeno texto, em primeiro lugar, porque me sinto bem, sendo fiel a Deus e a sua perfeita criação. Em segundo lugar, como professor, no meu ofício de anunciar, eu sempre dizia aos meus ilustres alunos: “Não se preocupem com o que eu falo; ocupe com o que vocês podem aprender ouvindo”.

A beleza e a riqueza do mês de maio, residem na “gratuidade” de sua existência; que nos oferece de graça tudo para aflorar a nossa sensibilidade de ser humano.

Autor: Professor Ronan Tales de Oliveira
Bom Despacho/MG


Um comentário:

João Batista Stabile disse...

Boa noite. Belo texto, o mês de maio é sem duvida muito bonito e sensível é dedicado aquela que soube como ninguém amar sem medida Nossa Senhora.Abraço.