sábado, 1 de julho de 2017

Comentário da escritora Denise Coimbra, no Facebook

Denise Coimbra

Minha homenagem aos 178 anos do aniversário de nascimento de Machado de Assis é compartilhar a foto da Coletânea Gandavos e um trecho da história que escrevi e que consta da coletânia Gandavos: A alegria de Contar. 

Participam dela: Geraldo Rodrigues da Costa, (nosso querido Geraldinho do Engenho, Professor Tadeu De Araújo Teixeira, Professor Ronan, Joao Batista Silva e eu.

Aqui perto temos Marina Alves, de Lagoa da Prata e Maria Mineira, moradora da nossa bela Serra da Canastra, escritoras excepcionais!

O Dia que não veio foi a história que decidi publicar nessa coletânea tão especial, idealizada e organizada por Carlos Lopes, a quem sempre agradeço e admiro por iniciativa tão valorosa em preservar e estimular a escrita dos escritores de todos os Estados brasileiros!!! Saravá meu querido!!!!!

Livro: Gandavos - A Alegria de Contar

Deixo aqui um pequeno trecho do que escrevi.

Se alguém se interessar em adquirir um exemplar. Entre em contato in box. O valor cobrado é para pagar os custos do livro.
O dia que não veio
Denise Coimbra
Rita morava numa fazenda em Unaí, Minas Gerais. Ela tinha seis irmãos. Cinco deles exerciam profissões no Brasil e no exterior: economista, enfermeiro, empresário, médico e professor. Simão, o sexto, desde menino tinha habilidades tão especiais e incomuns que merecera da família, escola e comunidade uma atenção maior. Ele desmontava e montava qualquer tipo de equipamento eletrodoméstico e fazia algumas esquisitices: inventava palavras, escrevia frases esdrúxulas e via o que ninguém via. 

Aos sete anos, ele passou a fugir de casa. Por causa disso também, o pai construiu um quartinho para ele no fundo da casa, ao lado da cozinha. Ao invés de porta, o quarto tinha grade. Rita condoia-se da situação do seu irmão, tal e qual um passarinho preso numa gaiola. Bastante evidente, era a ligação entre os dois. Somente ela o compreendia e nunca se zangava com ele, apesar dos hábitos bizarros e gritos aterrorizantes que ele dava quando era contrariado. 

As pessoas zombavam dele e o chamavam de doidinho ou zureta. Rita não se conformava com isso e brigava sempre com quem fizesse escárnio dele ou o humilhasse. Em seu coração de menina, sabia que o irmão sofria muito, mesmo que calado. Desde então, tornou-se protetora e parceira dele em algumas excentricidades. E guardavam segredo.


Marina Alves Lembrando o grande Machado de Assis, comemoremos nossa Alegria de Contar! "O dia que não veio" é um excelente conto, com passagens instigantes e final surpreendente.Amei! Parabéns, Denise! Um abraço!

CurtirMostrar mais reações
Responder
2
21 de junho às 09:18
Remover
Gilmar Araújo Silva Muito bom...

CurtirMostrar mais reações
Responder
2
21 de junho às 11:21
Remover
Joao Batista Silva É realmente gratificante o momento,,o homenageado,a linda obra"Gandavos "

CurtirMostrar mais reações
Responder
2
21 de junho às 17:37
Remover
Joao Batista Silva "Gandavos""-A Alegria de Contar "

CurtirMostrar mais reações
Responder
2
21 de junho às 17:38
Remover
Silvio Costa Parabéns a todos participantes!!! Que Deus continue iluminando '''.

CurtirMostrar mais reações
Responder
3
22 de junho às 06:30
Remover
Silvio Costa Traz o MEU e mais alguns aqui para o espaço Vida saudável

CurtirMostrar mais reações
Responder
2
22 de junho às 06:31
Remover
Silvio Costa Vamos divulgar aqui parabéns a todos pelo sucesso

CurtirMostrar mais reações
Responder
3
22 de junho às 06:32
Remover
Silvio Costa Sr João Batista ,Geraldinho'Tadeu Araújo ,Rona ,Denise Coimbra e outros !!!!E outros....

CurtirMostrar mais reações
Responder
3
22 de junho às 06:35
Remover
Silvio Costa Eu quero o meu

CurtirMostrar mais reações
Responder
3
22 de junho às 06:36
Remover
Joao Batista Silva Boa noite Silvio Costa,amanhã dia 29/06/2017 você receberá o livro " A alegria de Contar "Fantástico! São autores de vários lugares do Brasil.Abraço.

CurtirMostrar mais reações
Responder28 de junho às 20:16

Crédito da ilustração da capa do livro: Suzo Bianco