quarta-feira, 25 de maio de 2016

Entrevista: Suzo Bianco

Suzo Bianco

¨Escrever não pode ser somente colocar palavras no papel. Escrever é uma arte. É uma forma de espalhar conhecimento e formas de pensar. Tudo o que se escreve tem um propósito. Escrever é tornar os sonhos reais, ou seja viajar pelo mundo da imaginação traçando veredas, desvendando mistérios. Ao brincar com as palavras corremos o risco de descobrir quem realmente somos!¨

O nosso entrevistado é Suzo Bianco, nascido em 26 de Outubro de 1978, em Belo Horizonte/MG. Filho de artista plástico recebeu uma educação diferenciada e lúdica desde criança, apresentando desenvoltura para artes em geral. Já em São Paulo, onde viveu desde 1982, estudou e cresceu frequentando museus, 'vernissages' e eventos artísticos com o pai. Porém, embora tenha sido as artes plásticas sua referência, com o tempo demonstrou talento para a literatura, onde na adolescência descobriu sua facilidade em criar histórias, contos e poemas. Hoje é arte-educador no interior de São Paulo, e mantém um blog de poesia e contos.

1-          Quando e como surgiu seu interesse pela leitura e escrita?
Suzo Bianco - Comecei a me interessar realmente na adolescência, quando comecei a mestrar minhas primeiras sessões de RPG.
2-          Quais foram seus livros preferidos quando era criança e os livros favoritos atualmente?
Suzo Bianco - O primeiro livro que me lembro de ter lido e gostado não me recordo o nome – nem do autor – Mas aprendi a gostar de ler com as HQs do Homem Aranha, Demolidor e etc. Hoje em dia prefiro a Literatura Fantástica de qualidade, como Tolkien e Martim.
3 - Quais escritores são suas fontes de inspiração?
Suzo Bianco - Stephen King, Tolkien e Cornwell.
4 - De que forma o conhecimento adquirido, seja pelo senso comum, ou pelo meio acadêmico, ajuda na hora de escrever?
Suzo Bianco - A inspiração é auxiliada pelo conhecimento adquirido no cotidiano, a sabedoria popular e/ou aglutinada dessa forma, já o conhecimento acadêmico faz a lapidação do que é escrito. Contudo, prezo em manter a linguagem mais acessível possível, pois tenho intuito de falar de assuntos delicados de maneira mais leve possível. Por isso a literatura fantástica é minha zona de conforto na literatura.
5- Segundo o escritor Rubem Fonseca, “a leitura, a palavra oral é extremamente polissêmica. Cada leitor lê de uma maneira diferente. Então cada um de nós recria o que está lendo, esta é a vantagem da leitura". É isso mesmo? Concorda com essa proposição?
Suzo Bianco - Imagino que sim. A mente do leitor preenche as lacunas sensitivas que o texto deixa, usando as descrições físicas e psíquicas como um corrimão. No final das contas, o texto é apenas um guia para acessar aquele mundo, tempo ou história que está sendo narrada. Ao menos eu penso assim.
6- Ainda segundo o Escritor Rubem Fonseca: “um escritor tem de ser louco, alfabetizado, imaginativo, motivado e paciente.” É o suficiente para ser um bom escritor?
Suzo Bianco - Como em toda a arte, o que faz o bom escritor é uma boa história. Acredito que qualquer definição ou fórmula é demasiada pretensão, pois como em qualquer arte, seu valor é subjetivo por mais tênue que isso possa significar.
7 - Para qual público se destina sua criação?
Suzo Bianco - Infanto-juvenil, jovens adultos.
8 - Como funciona o seu processo de criação? Quais sãos suas manias (ritual da escrita)?
Suzo Bianco - Sento e tento escrever qualquer coisa; às vezes isso deslancha e em outros casos não. Dependo do meu humor e disposição. Ainda assim, percebo que são em ocasiões que sinto uma necessidade enorme de falar algo que, no geral, em conversas comuns não sou bem compreendido, e a literatura me dá essa possibilidade; de esmiuçar um ponto de vista que julgo pertinente.
9 - Em geral, os seus personagens são baseados em pessoas que você conhece, ou são ficcionais?
Suzo Bianco - Geralmente as personagens que crio são personificações de algum estado de ser/estar; os sentimentos como: saudade, desilusão, amor, paixão, inocência, infância, perdição, sabedoria, redenção, etc. Ficcionais quase sempre.
10- Você tem outra atividade, além de escrever?
Suzo Bianco - Sou ilustrador e arte-educador.
1 - Você faz parte das Coletâneas Gandavos. Qual a sensação de participar ao lado de escritores de várias regiões do país?
Suzo Bianco - Sim, fiz parte uma vez com texto e duas com a ilustração da capa. Ter o trabalho valorizado por outras pessoas do mesmo ramo, e amantes da arte literária é pra mim, sempre, uma honra.
12 - O financiamento coletivo e a publicação independente têm se mostrado a opção das publicações Gandavos.  Quais são os pontos positivos e negativos desse tipo de publicação?
Suzo Bianco - Não posso opinar. Minhas participações na Gandavos tiveram abordagem diferente devido à natureza do meu trabalho artístico-visual. E não encontrei outras formas mais viáveis, desse modo uma opinião ou comparação da minha parte não seria objetiva.
13 – Você já fez publicação de livros sozinho, seja impresso ou virtual? Quais e como o leitor pode adquiri-los?
Suzo Bianco - Tenho pouca coisa que costumo compartilhar. Mas entre esses trabalhos, todos são gratuitos e on-line. Podem ser encontrados no site: http://suzobianco.wix.com/suzobianco
14 - Qual mensagem você deixaria para autores iniciantes, com base em suas próprias experiências.
Suzo Bianco - Escreva. Mostre o que escreveu. E perceba que você já escreve, não pare mais, e evolua.

9 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns Suzo pela entrevista. Parabéns Carlos, pela iniciativa. Abraço geral.

Alberto Vasconcelos
Santo André, 26/05/2016

Willes S. Geaquinto disse...

Gostei da entrevista, bem lúcida e pedagógica. Parabéns!Abraço!

sabrina nicola disse...

obrigado, pessoal, Carlos.
Fico mesmo agradecido pelos comentários.
Abraços a todos vcs.

Atenciosamente
Suzo Bianco

Helena Frenzel disse...

Muito legal ver o Suzo por aqui. Encontrei uma vez, há muito tempo, um PDF na rede contando a história de um coveiro que se chamava Jailton. Li e fiquei com vontade de escrever um email para o autor falando sobre o que achei do texto e tal. E foi assim que conheci o Suzo. Se tratando de duas pessoas que não se conheciam, ele foi muito receptivo à ousadia do meu email, mas poderia ter tido uma outra posição e me tratado mal pela minha "intromissão no seu trabalho". E foi exatamente a receptividade do autor que me deu vontade de conhecer mais sobre o seu trabalho. Depois de Jailton li O Senhor Dimas e o conto o Menino e o Corvo, para o qual tivemos a idéia de montar um ebook ilustrado. Tudo gerado pelo acaso, se tivéssemos planejado alguma coisa, nunca teria sido tão bem orquestrado como foi. E por conta das ilustrações do conto do Menino, o trabalho do Suzo como ilustrador passou a ser conhecido também do Carlos e de outros visitantes do Quintextos. Veja só que coincidências incríveis! Não creio 100% nessa história de lei da atração, mas creio firmemente que quando buscamos coisas boas o universo nos retorna coisas boas e a companhia de pessoas que buscam coisas parecidas com o que buscamos. Bom, ao Carlos, expresso mais uma vez os parabéns por essa idéia das entrevistas e espaço para conhecer melhor os autores que fazem parte do projeto. Ao Suzo, só posso desejar muito mais inspiração, oportunidades e sucesso, pois talento é óbvio que ele tem. Valeu pela entrevista e pela oportunidade de conhecer melhor o Suzo!

Suzo Bianco disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzo Bianco disse...

Nossa, verdade, Helena! Tudo é tão maluco, não?
Fico muito emocionado em perceber o quanto sou bem estimado por pessoas que também estimo muito. Costumo ser curto em meus comentários, me perdoem por isso.
Mas não diminui a qualidade. rss...
Agradeço os comentários de todos. E ao Carlos, claro, que tem sido um grande parceiro. Suas iniciativas são oportunas, e dão a todos nós fôlego, e isso se torna uma bela e produtiva corrente...

Abraços a todos.
;-)

Aproveito e convido a todos visitarem minha página:
http://suzobianco.wix.com/suzobianco

E se quiserem, deem uma espiada no livro:
BOM DIA, SR.DIMAS!
https://www.clubedeautores.com.br/book/208359--Bom_Dia_Sr_Dimas#.V0iqFvkrJdh

:-)

Anônimo disse...

Parabéns Suzo!Gostei muito da sua entrevista e amei as ilustrações que fizestes para o gandavos! Já te visito em sua página! Abraços, Michele C.Marchese

Marina Alves disse...

Parabéns, Suzo. Muito bom conhecer um pouco mais sobre você. Admiro muito seu trabalho ( não posso deixar de citar que suas capas para o Gandavos são maravilhosas!! Sucesso, sempre!

Anônimo disse...

Parabéns Suzo Bianco!Sua entrevista foi ótima,semeou conhecimentos sobre o horizonte de uma trajetória significativa do leitor para com a leitura.Gostei !João Batista Silva,