quinta-feira, 10 de maio de 2012

Será que as coisas mudaram tanto? - Autor: Ciro Fonseca

Quero que fique bem claro que já tenho 68 anos bem vividos, já vi e também já fiz muita coisa que às vezes não tinha muito sentido na vida. Fui da geração do Rock’N Roll, e em 1955 quando eu tinha apenas doze anos, Bill Halley gravou “Rock around the clock”, logo depois Elvis Presley gravou “The sum sessions” e depois vieram Little Richard, Chuck Barry. E outros.

Os Beatles só apareceram em 1962 com “please, please me”. Mesmo ano em que apareceram Bob Dylan e os Beach Boys. Vivenciei o movimento “Paz e amor” dos Hippies, como uma grande maioria dos que escrevem por aqui. Eles defendiam um mundo de paz, sem armas nucleares, defendiam a natureza, o nudismo e a emancipação sexual.

Às vezes fico a imaginar uma comunidade como a nossa, reunida naquele tempo. Vejo o amigo Luiz (Yamânu) de cabelos longos e barba comprida (não mudou nada), junto com o Gilberto Dantas de rabo de cavalo preso por um tira de couro, o Paulo Rego com o seu violão com uma cruz de madeira no pescoço, O Seminale, enrolado numa bandeira do flamengo, cantando mantras em louvor a Shiva e, juntos, ao redor de uma fogueira, Tomando um inocente chá de cogumelos (Do sol).

Não tomo nenhum tipo de medicamento, pois não sou portador de nenhuma doença crônica, atualmente não pratico nenhum esporte, mas joguei futebol até os meus cinquenta anos de idade. Gosto muito de estar atualizado com o que acontecendo na minha cidade e no mundo. Mas, quero dizer que tem algumas coisas no mundo de hoje, que eu tenho uma tremenda dificuldade em compreender.

Querem um exemplo? Caso você estiver andando num Shopping e se deparar com um tênis sujo e surrado na vitrine, não se assuste. O tênis sujo velho e surrado trata-se do mais novo lançamento da Nike. Isso mesmo, Lançamento! A Nike recuperou o modelo do clássica Nike Air Tailwind 79, o primeiro tênis da marca que recebeu a tecnologia de amortecimento a ar, e o reproduziu com a aparência de velho, isto é desbotado e sujo.

Já é bastante comum encontrar nos shoppings e lojas para jovens, jeans novos com aparência de velho e devidamente rasgados em vários lugares. Isto mesmo rasgados!

No meu tempo a coisa era diferente, mas confesso, já passei muita agua sanitária nas calças Lee para que elas ficassem mais claras na bunda e na parte das coxas, Já as ralei com aquelas pedras de fogo para que ficassem mais macias e com a aparência de velhas.

É, pensando bem a coisa não mudou muito não, eu é que estou ficando velho, e acabo me esquecendo das muitas merdas que eu aprontava junto com o meu Fusquinha o “ Geribaldo”. Vestindo a minha desbotada calça Lee, camiseta branca, blusão de couro, com um cigarro Minister no canto da boca, fazendo pose de James Dean suburbano.

É, acho que as coisas não mudaram tanto assim.

Bons tempos aqueles...

Autor: Ciro Fonseca - Rio de Janeiro/RJ




Blog do autor: http://cirofons.blogspot.com/
http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=98617
Publicação autorizada através de e-mail de 07/05/2012


3 comentários:

Carlos Costa disse...

Perfeita volta ao tempo, amigo. Ótima crônica! Um abraço,

otilia cristina disse...

CIRO ..
Voltei aos velhos tempos e quem nunca teve uma calça ustop staroup lee sabe que me lembro ate do gingle da ustop
que era mais ou menos assim

LIBERDADE É UMA CALÇA VELHA AZUL E DESBOTADA QUE VOCE PODE USAR DO JEITO QUE QUISER NÃO USA QUEM NÃO QUER USTOP .. DESBOTA E PERDE O VINCO NÃO USA QUEM NÃO QUER SRSRSR

As coisas não mudaram mesmo e se estão copiando o passado é por que ele foi bom...lúdico cheio de vida e de coisas que o tempo não apagara jamais ...
Tambem ja coloquei agua sanitaria na calça ..meias no cabelo ... ja usei tenis toper ja adorei drops dulcora .. chiclete adams .. e sempre que penso no passado só me vem uma coisa

SOU DOIDA POR UMA MAQUINA DO TEMPO...


ADOREI SEU TEXTO...UMA ETERNA SAUDADE ESSE TEMPO BOM...


OTILIA LINS

Vanice Ferreira disse...

Boa noite Ciro, ótima crônica, parabéns!Lembranças boas, que deixaram uma saudade suave.Abraços.