segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Amor ímpar - Autora: Celêdian Assis


Amo-te, não sei quanto
 Sei que é tanto
 Que o meu acalanto
 É amar-te enquanto
 Durar eterno encanto
 Do meu amor

Amo-te, na alegria
 No sorriso de tanto encanto
 Na beleza de uma alma e tanto
 E cantar-te ia um canto
 Na poesia de amar-te enquanto
 Tu és o dono do meu amor

Amo-te na dor, no pranto
 E com um véu, ou manto
 Cobrir-te ia como a um santo
 Para embalar-te, no afã e tanto
 De proteger-te enquanto
 Amar-te é o meu mais puro amor

(original escrito em 1998, para meu filho amado)


Autora: Celêdian Assis - Belo Horizonte/MG

http://sutilezasdaalmaemente.blogspot.com/
Publicação autorizada pela autora

6 comentários:

Carlos Lopes disse...

Foi amor à primeira vista o que senti ao ler o poema da Celêdian Assis ¨AMOR ÍMPAR. Ele é belo, bem construído e reflexivo.

Patricia disse...

O meu tio Carlos pediu que eu lesse o poema da Celêdian Assis Amor ímpar, por entender ser por demais bonito. Lindo mesmo, Celêdian, parabéns. Como tenho acompanhado e lido o que tem escrito diria que é mais uma excelente criação sua. O tio Carlos disse que você não gosta quando a considera uma das maiores poetisas do Brasil ... devia entender como natural a colocação. Ele é muitas vezes exagerado, porém nesse caso concordo com ele. Parabéns não só pelo poema e sim pela riqueza da sua criação como um todo.

Ana Bailune disse...

Amamos, não sabemos o quanto... apenas temos uma verdadeira dimensão do quanto amamos, quando aparecem as dificuldades da vida. Lindo poema!

Celêdian Assis disse...

Meu amigo Carlos, obrigada por este depoimento tão espontâneo e amável. É muito gratificante quando o leitor se emociona com o que escrevemos. Obrigada também por publicá-lo em seu espaço que sem nenhuma dúvida tem sido um espaço de ótima recepção.
Um grande abraço.
Celêdian

Celêdian Assis disse...

Patrícia querida, suas palavras me deixaram emocionada e muito agradecida. Que bom saber que você gosta do que escrevo e que vem acompanhando o meu trabalho. Obrigada e saiba que é um prazer tê-la como leitora.
Um grande abraço para você.
Celêdian

Celêdian Assis disse...

Obrigada Ana, pela leitura e comentário. É verdade, é difícil dimensionar o amor e quando se trata de amor de mãe para filho é ainda mais.
Um grande abraço
Celêdian