quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Uma lua gordinha - Autor: Bárbara A. sanco


É noite.
As crianças jogam bola à luz da lua
E de um lampião que deixa escorrer
um iluminar coado de amarelo
que definha dos galhos da figueira até o chão.
Rodrigo atira a bola para o alto
tentando recuperá-la ali adiante,
mas desta vez não deu.
Maneando a cabeça
ele pega a bola para guardar
no galpão do Seu Ernesto,
pois a gurizada tem de ir para casa
apesar do zero a zero a ninguém contentar.
Amanhã é dia de aula
e cedo a kombi branca vai buzinar
frente às casas.
Então ele se pega num suspiro profundo
quando fecha o portão.
Olha para o céu
e pede a São Jorge
ou a quem no céu mandar
para que se tenha logo
outra noite para rolar um futebol
debaixo de uma lua gordinha.


Bárbara A. Sanco - Porto Alegre/RS

http://barbarasanco.blogspot.com.br/
Publicação autorada pela autora

Um comentário: