domingo, 1 de abril de 2012

Lá não tem mar - Autor: Marcio Jr

Minas Gerais não tem mar. Ao menos, não aquele de água salgada e com uma faixa de areia, que maravilhosamente contorna esse nosso Brasil de norte a sul. Mas lá em Minas tem um mar de gente batalhadora, honesta e hospitaleira. Lá, tem um mar de riquezas inenarráveis nas artes, independente qual seja essa arte. Lá tem um mar de povo amigo, que recebe seus visitantes com pão de queijo e café quentinho. Lá em Minas, além desse mar todo que falei acima, tem o José Cláudio, ou simplesmente Cacá para quem o conhece a mais tempo.

Você não sabe quem é o Cacá? Bom, segundo palavras dele mesmo:


“Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte,
Mais feliz, quem sabe
Eu só levo a certeza
De que muito pouco sei,
Ou nada sei”



Ainda não se antenou sobre quem é o Cacá? Vou pedir ajuda para duas blogueiras e amigas que guardo no coração para me ajudar a defini-lo:

“Para mim ele (Cacá) é uma pessoa que trata a literatura com afagos fortes e bonitos, e isso me encantou ainda mais, além da simplicidade que ele esbanja.
O tempo, esse que chega sempre e nos faz esquecer uma tristeza forte, corre veloz e nos presenteia com pessoas assim sinceras, corretas e sem papas na língua pela verdade.
Cozinheiro de plantão na essência, a sinceridade que há em ti (Cacá) são hierarquias fortes.
Ser intelectual é isso, ser simples, sábio e prudente, e empregar a cautela, a cultura em prol de algo que valha a pena lutar.”

“O Zé é um inominável talento literário por inúmeras razões: é um leitor voraz e muito atento; um grande pensador com referências morais e éticas de coerência ímpar; um cronista que retira do cotidiano detalhes ínfimos que passariam despercebidas aos menos atentos, mas que em sua visão, transforma a nossa; um poeta fenomenal, embora insista em não expor muito este lado, além de contar com um senso de humor apuradíssimo. A figura humana? Esta é a parte mais interessante, é fantástico. Um pessoa agradável, gentil, amigo e extremamente generoso. Tímido, sabia?”

Preciso dizer mais? Sim, preciso dizer.

Cacá é um ser único. Um homem com H maiúsculo e que habita este planeta com uma missão nobre. Ser amigo, companheiro e um descobridor de talentos fora do comum. Mesmo que ele esteja um tanto afastado da web nesses últimos tempos, suas crônicas e ensaios estão atualíssimos, e dão norte para muitos autores que ele mesmo fez emergir. E eu me considero um deles. Se hoje sou um “escrevinhador” de minhas mal traçadas linhas, muito disso devo ao Cacá e aos seus comentários e críticas sempre pontuais e zelosos aos meus contos e crônicas.

Quantas vezes, ainda no Recanto das Letras, eu aguardava o comentário do Cacá aos meus textos, para que assim pudesse ter parâmetros para o que ainda pensava em escrever. O que sentia, quando ele comentava, era algo como se fosse um aval para poder continuar. Outros nomes como Daniel Monge (nosso querido André), Celêdian, Chica, Ana Marly, LenaPena, entre outros, também compunham essa casta fantástica que me comentava e criticava, mas o Cacá sempre foi especial.

Lembro que em algumas madrugadas, ao abrir minha caixa de e-mail, lá estava uma mensagem do Cacá, indicando um ou outro novo talento que ele “adotava”. Sim, o Cacá adota autores. Ele adota e orienta, e tolo daquele que tem esse moço ao seu lado e não sabe (ou não quer) se beneficiar do zelo que ele tem com os novatos. Outra coisa que me faz tirar o chapéu a este mineiro de coração enorme, é o fato dele sempre estar disposto a receber os talentos que lhe são indicados. Lembro de ter passado, pelo menos, dois nomes a ele, e sempre que eu passava pelo blog dessas pessoas, lá estava o Cacá com seus comentários e incentivos.

Cacá, meu querido amigo e companheiro desse tempo todo que nos conhecemos. A web está meio chata sem você. Sei do trabalho que dá o lançamento de um livro, e sei também das demais circunstâncias que te envolvem, mas cá pra nós... volta logo, meu amigo. Vamos pensar a web como uma cozinha. Sem o cozinheiro, até nos alimentamos, mas os bons pratos, esses estão a espera do mestre para saírem do forno.

Meu grande abraço, Cacá.

Marcio Jr - Curitiba/PR

http://abismodasvaidades.blogspot.com.br/

***   ***   ***





Quer conhecer mais sobre o Cacá, ou ver o que outros blogueiros estão falando sobre ele? Dá uma passadinha nestes blogs:

Anne Lieri



Otília Lins


Chica


Neno


Fernanda


Majoli


Toninho Bira


Sam


Celêdian



7 comentários:

Aleatoriamente disse...

Não poderia de vir prestigiar meu maninho querido. Além de ser um escritor muito talentoso e competente, é um amigo sincero.
Este texto é um afago e tenho certeza que nosso amigo Cacá, irá amar.
Marcio demonstrou com simplicidade qual é grandioso seu coração, sua generosidade, e estima por cada amigo querido seu.
Este cantinho ganhou um brilho de estrela, sim porque o poeta em questão escreve e nos prende de tal maneira que chega a ser colossal.
Foi uma bela escolha e merece aplausos de pé.
Amei vir abraçá-lo aqui maninho, no Gândavos.

Um abraço Carlos.

Casal 20 disse...

Também estou com saudades do Cacá. Ele nos faz muita falta. Amigo, criativo, inspirado, talentoso. Por onde anda você, Cacá?

Abraços sempre afetuosos.

Fábio.

Marcio JR disse...

E o Cacá voltou. Ouviu nossos pedidos, e passou de blog em blog, comentando prometendo a volta. E ele que invente de não voltar... rsrs. Brincadeira, Cacá.

Cacá é ser especial, e a web, sem ele, fica um tanto chata.

Quero te deixar um abraço e um agradecimento por ter criado este espaço, Carlos. Sempre bom vir e encontrar os amigos, que na maioria, acabam se dispersando. Espaços como o teu e como o Recanto dos Autores, da Anne Lieri, são importantíssimos.

Um beijo enorme também pra Nanda, minha maninha, que sempre tem um carinho para meus textos. Ela é, disparada, a pessoa que mais me surpreende nessa web, seja pela pessoa que é, seja pelo talento, seja pelos sentimentos que carrega no coração. Nanda, maninha, meu carinho pra ti.

Abraços a todos.

Marcio

✿ chica disse...

Fiquei feliz em ver que Cacá , pelo menos, deu sinal de vida aos amigos,rsrs...

Adorei, bem cedinho hoje, ver o CACÁ no meu cantinho!

Tomara volte logo e teu texto, Márcio foi lindo e certamente, deixou ele muiiiiiiiiiiiito feliz!!!

Tua idéias foi linda e parece, deu certo!!! abração,tudo de bom sempre! chica

✿ chica disse...

Voltei, agora pra falar contigo,Carlos.
Foi legal trazer pra cá esse chamado ao Cacá, feito pelo Marcio! um abraço,tudo de bom pra ti!chica

Aleatoriamente disse...

Marcio , você com seu carinho, trouxe o Cacá para a net, ele veio agradecer aos amigos.É sempre emoção a gente presenciar o amor em união.
Carlos parabenizo tua nobreza em acarinhar os amigos desta forma.

Um abraço.

Anne Lieri disse...

Adorei esse texto do Marcio homenageando o Cacá!Amizade bonita de ver e incentivou a todos nós!Lindo e comovente seu texto,Marcio!Bjs e meu carinho!