domingo, 25 de maio de 2014

Maria Olímpia Alves de Melo

A partida deste mundo é algo inevitável e de repente, uma pessoa querida nos deixa... Vem um sentimento tão grande de dor, de perda, de saudade. É muito complicado e difícil. As palavras silenciam dentro de nós quando mais precisamos delas. Perder um amigo é doloroso para aqueles que ficam, mas precisamos entender que tudo é mais uma passagem, para uma nova existência e que a partida é apenas o fim da presença física. Como dizia Guimarães Rosa: ¨Deus nos dá pessoas e coisas, para aprendermos a alegria... Depois, retoma coisas e pessoas para ver se já somos capazes da alegria sozinhos... Essa... A alegria que Ele quer¨. Maria Olímpia, nunca vou esquecer a emoção que senti ao ler suas palavras de carinho sobre o nosso primeiro livro. “E AGORA ELE ESTÁ AQUI EM MINHAS MÃOS E ACARICIO SUA CAPA SEDOSA EM FUNDO MARROM, ONDE DENTRO DE UM QUADRO, SOB A LUZ DA LUA QUE ENTRA PELA JANELA E O FOGO DO FOGÃO A LENHA, UM VELHO ASSENTADO NO CHÃO, CONTA HISTÓRIAS PARA JOVENS AO SEU REDOR.” Amiga, muito o brigado por tudo que fez por todos nós!

Blog Gandavos

2 comentários:

Anônimo disse...

Pessoas especiais deixam marcas especiais. Foi assim com Merô. Que Deus a acolha e ela siga em paz. Bela homenagem, Carlos. Marina Alves.

Regina Melo-Jocknevich disse...

Sei que ela ficaria feliz lendo suas palavras carinhosas e sinceras. Obrigada.

Regina M. Alves de Melo